10 de julho de 2020
  • WhatsApp
  • Comunicar erro

João Paulo di Medeiros/Futebol de Goyaz

Marcius Fleury

Marcius José Coelho Fleury  •  73 anos  •  Goiânia-GO (BRA)

LINHA DO TEMPO


26/03/1947

Nasce Marcius Fleury em Goiânia-GO (BRA).

HISTÓRICO

Marcius Fleury foi mais um garoto que sonhou em ser jogador de futebol. Atuou na base esmeraldina durante a década de 1960. No entanto, a habilidade pouco apurada o fez encerrar a carreira como ponta esquerda e o fez seguir na administração de uma banca de revistas nas proximidades do estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira.

Edmundo Pinheiro de Abreu fez o convite para que ele gerisse as categorias de base do Goiás Esporte Clube onde ficou durante 11 anos formando grandes atletas como Luvanor, Luis Frasão, Cacau e tantos outros. Enquanto estava nas camadas inferiores do futebol esmeraldino, Marcius recebeu o contive para integrar a comissão técnica da equipe profissional.

Em 1981 recebeu o convite de Pedro Canedo para assumir a Anapolina na disputa do Campeonato Nacional - Taça de Prata. Levou a Xata ao vice campeonato. No Goianão daquele ano foi a principal equipe da competição. O grande trabalhou chamou a atenção da diretoria do Goiás que o recontratou para a reta final do Campeonato Goiano. A decisão foi contra o ex-time. Em campo a Anapolina levantou o caneco, mas nos tribunais o Verde provou que Osmar Lima atuou de forma irregular e recuperou o título.

Em 2003, Marcius assumiu o comando do Novo Horizonte de Ipameri no Campeonato Goiano e por muito pouco não levantou o caneco naquela temporada, perdendo o título para o Goiás nas cobranças de penalidade máxima.

Clubes: Anapolina (1981); Goiás (1981); Goiás (1982); Atlético-GO (1982); Atlético-GO (1983); Goiatuba (1989); Novo Horizonte (2003); Atlético-GO (2003); Novo Horizonte (2004).

ESTATÍSTICAS


Partidas comandadas: 40

Vitórias: 13

Empates: 12

Derrotas: 15

PARTIDAS

Desenvolvido por brgomes.com