16/04/2015 20:37  •  Atualizada em 24/04/2015 17:33

#Programa 55: Com cinco décadas em solo goiano, Índio relembra os vários títulos conquistados

Hélio Custódio foi jogador e técnico de sucesso, ajudando a revelar grandes nomes para dar show no Olímpico e no Serra Dourada


Arthur Magalhães/Futebol de Goyaz

Dono de uma simpatia peculiar, gingado carioca e espírito goianiense, Hélio Custódio completa neste mês de abril 50 anos em solo goiano onde conquistou títulos como jogador, auxiliar técnico e treinador nos anos de 1960, 1970 e 1980. Pelo nome ficou conhecido como treinador, mas seu maior destaque foi sob o apelido "Índio". Ele é a atração do Futebol de Goyaz e suas histórias, deste domingo, 19, a partir do meio dia, na Rádio 730.

Hélio iniciou a carreira no Bangu-RJ ao lado de Ademir da Guia que pouco tempo depois se tornaria um dos grandes ídolos da história do Palmeiras-SP. Circulou no futebol mineiro, até chegar a Goiânia, por indicação do treinador Arizona, para vestir as cores esmeraldinas.

Também chegou a defender as cores do Goiânia Esporte Clube. Antes de ser campeão goiano com o galo em 1968, Índio relembra momentos de muito sufoco na cidade de Catalão onde quase apanhou por ter trocado o campeão goiano de 1967, pelo alvinegro vencedor daquele temporada.

Futebol de Goyaz tem o apoio das Tintas Colatex e da Rede Construção na missão de resgatar a história do principal esporte goiano.



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O primeiro clássico entre Anápolis e Anapolina por uma competição nacional aconteceu no dia 25 de janeiro de 1981, no Estádio Jonas Duarte. Tricolores e rubros empataram por 2 a 2, jogo válido pela primeira fase da Taça de Prata, competição que equivale à Série B, do Campeonato Brasileiro.