07/04/2015 18:40  •  Atualizada em 15/04/2015 09:27

#Programa 54: Ex-companheiro de Pelé, Curió relembra jogos com a camisa do Galo e do Tigre

O médio volante sempre foi destaque por causa de sua habilidade. O ex jogador descreve dribles emocionantes em solo goiano


João Paulo di Medeiros/ Futebol de Goyaz

Neste domingo, 12 de abril, a equipe do Futebol de Goyaz e suas histórias volta a década de 1970 para relembrar os dribles, a irreverência, a habilidade e o show que era dado pelo médio volante Marco Antônio Ferreira Lima, o Curió, atleta que iniciou a carreira no Santos de Pelé e atuou com a camisa do Vila Nova, Goiânia e Anápolis.

Após uma negociação frustrada com o Fluminense-RJ, o volante foi convencido por amigos a vir a Goiânia, uma jovem capital que estava em franco crescimento econômico. Por intermédio de Onésio Brasileiro Alvarenga, Natal Carneiro e Paulo Dantas, o paulista teve o primeiro contato para chegar ao Vila Nova onde ficou durante cinco temporadas.

Curió relembra o momento quando quase vestiu a camisa do Goiás, em meio a muitas risadas, ele conta como um pizzaiolo vilanovense evitou que ele se transferisse do Setor Universitário para a Serrinha.

Chegou a vestir a camisa do Goiânia após ser adquirido pelo então presidente alvinegro, Ibsen Pinheiro de Castro. Fez parte da inesquecível equipe campeã goiana em 1974. O último campeão antes da inauguração do estádio Serra Dourada.

Marco Antônio hoje é escritor, vive em Santos e em breve irá lançar uma biografia contando sua trajetória de ressurgimento ao conseguir se livrar do alcoolismo.

Com o apoio das Tintas Colatex e da Rede Construção, você pode conferir mais uma edição do nosso programa, a partir do meio dia, na Rádio 730.



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


A Anapolina participou do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 1978. Na estreia, a xata empatou por 0 a 0, com o Corinthians, no Estádio Jonas Duarte.