20/03/2015 09:06  •  Atualizada em 20/03/2015 09:17

Confira os números dos dois primeiros turnos do Campeonato Goiano


Internet / Reprodução

Neste sábado (21) começa o 3º turno, da primeira fase, do Campeonato Goiano. Mas, antes do início da reta final da fase de classificação não começa, o Futebol de Goyaz apresenta um extrato com números dos dois turnos realizados.

Já foram realizados 50 jogos pelo Campeonato Goiano 2015, nos quais, foram marcados 110 gols. O melhor ataque é o do Goiás, com 19 gols, seguido Goianésia, com 17 e a Aparecidense, com 14. A defesa mais vazada é a do Grêmio Anápolis, com 21 gols. O CRAC sofreu 16 gols e o Caldas Novas, 15.

PARTICIPAÇÕES
Os dez clubes que disputam o Goianão 2015 utilizaram 257 jogadores. O Atlético, o CRAC e o Caldas Novas são os recordistas, com 29 atletas. O Itumbiara utilizou 28. Confira os números de todos os times:

Itumbiara (28); Trindade (24); Atlético (29); CRAC (29); Grêmio (24); Goiás (25); Goianésia (25); Aparecidense (21); Anapolina (22); Caldas Novas (29).

Entre os 257 jogadores que participaram do Campeonato Goiano 2015, 30 estiveram presentes nos dez jogos de seus clubes. Nove deles jogaram os 90 minutos de todas as partidas.

Jogadores que atuaram nas dez partidas de seus clubes no Campeonato Goiano:
APARECIDENSE: Washington; Pedro Henrique; William Kozlowski; Robert.
TRINDADE: Conrado; Bruno Sabino; Joninha.
GOIANÉSIA: Wendell Lira; Luciano; Da Matta.
ANAPOLINA: Rodrigo Crasso; Felipe Baiano; Cris; Marcelo.
GOIÁS: Renan; Felipe Menezes; Rodrigo; Bruno Henrique; Saturnino.
CALDAS NOVAS: Thiago Araújo; Jonathan Balotelli.
CRAC: Ronaldo; Marielson.
ITUMBIARA: Nildo.
ATLÉTICO: Pedro Bambu; Rafinha; Márcio; Thiago Primão.
GRÊMIO: Tindurim; Américo.


Jogadores que atuaram durante os 90 minutos das dez partidas: Pedro Henrique (Aparecidense); Bruno Sabino (Trindade); Luciano (Goianésia); Rodrigo Crasso e Cris (Anapolina); Renan (Goiás), Thiago Araújo (Caldas Novas), Ronaldo (CRAC) e Márcio (Atlético).

ARTILHARIA
Os 110 gols do Campeonato Goiano 2015 foram marcados por 68 jogadores, sendo que 66 fizeram a favor de seus clubes, e dois, contra.

Os principais artilheiros do Campeonato Goiano são: Nonato (Goianésia) 9; Assis (CRAC), Erik (Goiás), Mateus Paraná (Trindade) e Tozin (Aparecidense) 4.

Confira o número de jogadores que fizeram gols por cada clube: Itumbiara (7); Trindade (5); Atlético (6); CRAC (7); Grêmio Anápolis (7); Goiás (10 + 1 contra); Goianésia (5 + 1 contra); Aparecidense (8); Anapolina (7); Caldas Novas (4).

PUNIÇÕES
Ao todo, 145 jogadores levaram 239 cartões amarelos. A equipe que mais foi advertida foi o Trindade, com 31 cartões, seguido pela Aparecidense com 28 e pela Anapolina e Itumbiara, com 26.

Números de jogadores que tomaram cartão amarelo por clube: Itumbiara (13); Trindade (15); Atlético (19); CRAC (15); Grêmio (15); Goiás (12); Goianésia (11); Aparecidense (15); Anapolina (16) e Caldas Novas (14).

O campeão de cartões amarelos recebidos é o volante Vitor Rossini, de Trindade, com 5 gols. Neto Pierin (Anapolina), Filipe, Geovane e Mirita (Aparecidense), receberam 4.

O clube que teve mais jogadores punidos com cartões amarelos é o Atlético, com 19. A Anapolina teve 16 atletas advertidos.

Itumbiara, Atlético, Aparecidense e Anapolina são os únicos times que não tiveram nenhum jogador expulso. O Caldas Novas é o recordista de expulsões, com 4. Nenhum jogador foi expulso por mais de uma vez neste Campeonato Goiano.

ARBITRAGEM
Ao todo, 42 árbitros principais e assistentes trabalharam em jogos do Goianão 2015. Os árbitros que mais trabalharam foram os seguintes: Bruno Rezende (7); André Luiz Castro, Eduardo Tomaz, Elmo Resende, Leone Carvalho e Márcio Soares (6); Adaílton Fernando, Bruno Pires, Cristhian Passos, Hugo Corrêa, Jesmar Miranda, João Patrício e Tiago Gomes (5).



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Atlético participou do Campeonato Brasileiro pela primeira vez em 1979. Na estreia, o time rubro-negro foi derrotado pelo Gama, por 4 a 3, no Estádio Bezerrão, no Distrito Federal.