09/12/2014 23:47  •  Atualizada em 13/01/2015 20:11

Sebastião Macalé: "Eu não gostava deste apelido. Nem eu, nem minha mãe. Hoje o carrego com orgulho"

Uma das grandes revelações da base esmeraldina, o defensor relembra sua trajetória no futebol depois de 49 anos de sua estreia.


João Paulo di Medeiros/ Futebol de Goyaz

Neste domingo, 14, Sebastião Macalé Caciano Cassimiro é o nosso convidado em mais uma edição do Futebol de Goyaz e suas histórias, na Rádio 730, a partir do meio dia. Ele leva consigo, diariamente, o orgulho de sua origem e a simplicidade vinda do povo nascido no Bairro Popular em Goiânia.

Filho de um alfaiate e ex-jogador, o zagueiro Macalé chamou a atenção do país não só por sua firmeza, virilidade, velocidade no desarme. Mas também por sua habilidade e vocação para com os estudos. Iniciou o curso de Educação Física, quando foi aprovado na USP na sexta colocação, abandonou a faculdade, retornou a Goiás e se achou em meio aos capítulos, parágrafos e leis, se consolidando como um renomado advogado em nosso estado.

O garoto começou a carreira em 1965. A estreia aconteceu no dia 14 de dezembro de 1965 contra o Riachuelo, no duelo final para definir o rebaixado naquela temporada. Macalé foi chamado para substituir o capitão Paulo Lázaro que contundido, acabou se tornando o treinador naquela dramática partida.

Em 15 anos dedicados aos gramados, dois terços foram com a camisa esmeraldina onde formou uma das duplas mais famosas da história do Goiás Esporte Clube com Alexandre Neto. Com três títulos goianos (1966, 1975, 1976) encerrou a carreira em 1980.

Devido ao seu conhecimento e inteligência, se tornou vereador em Goiânia por dois mandatos de 1976 a 1988, além de também ter assumido a chefia na Secretaria de Ação Urbana.

O Futebol de Goyaz e suas histórias tem o apoio das Tintas Colatex na missão de resgatar a origem do nosso futebol.



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O primeiro jogo entre Atlético e Goiânia aconteceu no dia 31/07/1938, no campo da Av. 24 de outubro. O Goiânia venceu a partida por 1 a 0, gol de Sebinha.