22/01/2016 00:54  •  Atualizada em 22/01/2016 01:06

A decisão que durou nove anos

Dupla interpretação de regulamento, decisões judiciais e até confrontos com intervalos de oito anos marcaram a disputa pelo Troféu de 1951


Acervo pessoal / Homero Sabino

No dia 20 de Janeiro de 1952, Goiás e Goiânia empataram em 0 a 0 no estádio Olímpico. O confronto foi o segundo da série melhor de três da decisão do Campeonato Citadino de Goiânia de 1951. Competição considerada, pela Federação Goiana de Futebol, como o campeonato goiano da época. Com o empate, dirigentes e jogadores do Goiás comemoraram o título, uma vez que, na primeira partida a equipe esmeraldina havia vencido por 3 a 2.

Porém, uma controvérsia na interpretação do regulamento fez a decisão virar um impasse. Enquanto que o Goiás se julgava o campeão por ter conquistado os três pontos. (Na época uma vitória valia dois pontos). O Goiânia recorria da decisão alegando que o regulamento da competição previa uma decisão em melhor de três partidas.

Após decisão da Justiça, uma nova partida foi marcada. O Goiânia venceu por 3 a 1, igualando a disputa em número de pontos. A indefinição com relação ao título de 1951 persistiu até 1960, quando uma vitória por 2 a 1 no estádio Olímpico deu o título ao Goiânia. Esta conquista faz parte dos cinco campeonatos consecutivos conquistados pelo Galo entre os anos de 1950 e 1954.

Confira os resultados e escalações desta competição: Campeonato Citadino de Goiânia de 1951



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O Vila Nova foi o primeiro time goiano a disputar uma competição internacional oficial. Em 1999, o time colorado participou da Copa Conmebol.