07/09/2014 22:18  •  Atualizada em 14/09/2015 01:10

O início da "Era Brasileirões" para os clubes goianos

Vamos relembrar a história do Professor Paulo Gonçalves, personagem importante nas campanhas iniciais de Goiás e Atlético nos torneios nacionais


João Paulo di Medeiros/ Futebol de Goyaz

Nascido em Sacramento-MG, Paulo Gonçalves chegou a Goiás quando ainda tinha 4 anos de idade. Quando ainda era adolescente, foi peça participativa na conquista do pentacampeonato estadual do Goiânia, de 1951 a 1954. Logo em seguida, foi jogar futebol no Atlético-MG ao lado do irmão Tomazinho (Tomas de Aquino Gonzaga). Só não atuou pelo Fluminense-RJ porque a mãe exigiu que ele fosse jogar e viver junto ao irmão.

No entanto, um dos grandes feitos na carreira de Paulo Gonçalves foi no comando dos clubes goianos. Ele esteve a frente do Goiás em 1973 na estréia de um time goiano no campeonato nacional e em 1979 na vez do Atlético Goianiense.

Paulo Gonçalves relembra detalhes da negociação da diretoria esmeraldina para garantir a vaga no primeiro campeonato brasileiro. Além da tradicional história do afilhado de João Havelange, o professor conta ainda mais curiosidades sobre uma das maiores polêmicas do futebol goiano.

Como acadêmico, formou-se em educação física, se tornou professor da Universidade Federal de Goiás e escreveu o livro sobre visão periférica, uma de suas explicações pela formação de atletas diferenciados.

Saiba mais sobre Paulo Gonçalves...

Confira mais uma edição do Futebol de Goyaz e suas histórias:



Mais notícias




Programa de rádio

Edição 160 - Célio Gaúcho

Todos os domingos às 12h na Rádio 730

Enciclopédia


O primeiro jogo do Goiás válido pelo Campeonato Brasileiro foi contra o Olaria, no dia 26/08/1973. Goianos e cariocas empataram por 0 a 0, no Estádio Olímpico, em Goiânia.